Forania: 1

Santa Teresinha do Menino Jesus

Administrador Paroquial

Pe. Ângelo Fábio Vicentini

Forania: 1

Santa Teresinha do Menino Jesus

Administrador Paroquial

Pe. Ângelo Fábio Vicentini

Horários
Celebração Eucaristica

Segunda

19h30

Quarta

19h30

Sexta

15h00

Sábado

15h00 e 17h00

Domingo

09h00 as 11h00 e 19h30

Comunidades e Capelas

Comunidade Santa Edwirges - Terça Feira 19h30
Comunidade Santa Edwirges - Domingo 18h00

Horários
Confissões

Sexta

08h30 e 14h00
Informações
Secretaria Paroquial

R. Monte Aprazível, 216 - Vila Guzzo, Catanduva - SP, 15803-030

(17) 3522-5967

santateresinha58@gmail.com

Horário de Funcionamento

Segunda a Sexta:
08h00 às 12h00 das 13h00 às 17h00

Sábado:
08h00 às 12h00

Redes Sociais

Sobre

A PARÓQUIA

A Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus, foi criada em 26 de Março de 1988, desmembrada da Paróquia Santo Antônio, por S. Excia.

Revma Dom José de Aquino Pereira, tendo como primeiro Pároco o Revmo Sr. Pe. Fernando Henrique Ferreira Pinto, até hoje querido de todos os Paroquianos, permanecendo na Paróquia até 24 de Março de 1999.[bg_collapse view=”link” color=”#ff0000″ icon=”eye” expand_text=”Continuar lendo…” collapse_text=”Continuar lendo…” inline_css=”font-weight: 700;” ]

Sucedeu-o, o Revmo Pe. Jeová Bezerra da Silva, segundo Pároco, de Março de 1999 a 27 de Fevereiro de 2012, quando o Revmo Pe. José Luís Cassimiro assumiu como terceiro Pároco, permanecendo até 14 de Dezembro do mesmo ano.

No dia 15 de Dezembro de 2012, tomou posse o Revmo Pe. José Anderson Rodrigues, quarto Pároco da Paróquia, que permanece até os dias atuais.

Por ser uma Igreja pequena e aconchegante é muito procurada para os casamentos, onde uma “chuva de rosas” cai sobre os noivos, lembrando as palavras da padroeira Santa Terezinha: “No céu, farei cair uma chuva de rosas sobre a terra”.

O carisma da Paróquia é buscar colocar em prática com todos os que dela participam, o ideal de Santa Terezinha: “Devemos florescer onde Deus nos plantou”.[/bg_collapse]

Sobre

Santa Teresinha do Menino Jesus

A santa de hoje nasceu em Alençon (França) em 1873 e morreu no ano de 1897. Santa Teresinha não só descobriu que no coração da Igreja sua vocação era o amor, como também sabia que o seu coração – e o de todos nós – foi feito para amar. Nascida de família modesta e temente a Deus, seus pais (Luís e Zélia) tiveram oito filhos antes da caçula Teresa: quatro morreram com pouca idade, restando em vida as quatro irmãs da santa (Maria, Paulina, Leônia e Celina). Teresinha entrou com 15 anos no Mosteiro das Carmelitas em Lisieux, com a autorização do Papa Leão XIII. Sua vida se passou na humildade, simplicidade e confiança plena em Deus.

Todos os gestos e sacrifícios, do menor ao maior, oferecia a Deus pela salvação das almas e na intenção da Igreja. Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face esteve como criança para o Pai, livre, igual a um brinquedo aos cuidados do Menino Jesus e, tomada pelo Espírito de amor, que a ensinou um lindo e possível caminho de santidade: infância espiritual.

O mais profundo desejo do coração de Teresinha era ter sido missionária “desde a criação do mundo até a consumação dos séculos”. Sua vida nos deixou como proposta, selada na autobiografia “História de uma alma” e, como intercessora dos missionários sacerdotes e pecadores que não conheciam a Jesus, continua ainda hoje, vivendo o Céu, fazendo o bem aos da terra.

Morreu de tuberculose, com apenas 24 anos, no dia 30 de setembro de 1897 dizendo suas últimas palavras: “Oh!…amo-O. Deus meu,…amo-Vos!”

Após sua morte, aconteceu a publicação de seus escritos. A chuva de rosas, de milagres e de graças de todo o gênero. A beatificação em 1923, a canonização em 1925 e declarada “Patrona Universal das Missões Católicas” em 1927, atos do Papa Pio XI. E a 19 de outubro de 1997, o Papa João Paulo II proclamou Santa Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face doutora da Igreja.

Santa Teresinha do Menino Jesus, rogai por nós!